Da esquerda para a direita: Elisângela Teixeira, Magela Lima, Izabel Accioly e Larissa Menescal

Iplanfor tem quadro de superintendências e diretorias renovado

A arquiteta e urbanista Larissa Menescal assume a Superintendência do órgão no lugar do vice-prefeito Élcio Batista
Institucional
10/04/2024 • 10h45 | Atualizado há 01mese 20dias

A arquiteta e urbanista Larissa Menescal assume a superintendência do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor). A nomeação foi divulgada no Diário Oficial do Município de terça-feira (09/04). Então superintendente adjunta, a servidora substitui Élcio Batista, que deixou o cargo devido ao prazo para desincompatibilização do calendário eleitoral.

Larissa é a primeira mulher à frente do órgão nos 12 anos de existência da instituição, a ser celebrado no próximo dia 18 de abril. “Estou disposta a seguir aprendendo e construindo novos caminhos para darmos continuidade e fortalecermos os avanços da gestão até o momento. Agradeço a convivência com Élcio Batista e a confiança dada a mim por ele e pelo prefeito José Sarto para esse instigante desafio. Conto com o apoio do time Iplanfor e o nosso diálogo contínuo para, juntos, contribuirmos com a transformação urbana de Fortaleza em prol de uma cidade mais resiliente, inclusiva e sustentável”, diz. 

A professora e cientista Elisângela Teixeira, antes titular da Diretoria do Observatório de Governança Municipal (Diobs), agora assume a Superintendência Adjunta.  “Será um período muito produtivo porque irei concentrar esforços no Desigual Lab, além de ser uma época em que comemoraremos a nova estrutura física e organizacional do Iplanfor, que, em breve, incorporará a palavra — spoiler — ´pesquisa´ ao nome da Instituição.”

Diretorias

Dois novos nomes chegaram para compor o time do Iplanfor. A cientista social e antropóloga Izabel Accioly e o jornalista e pesquisador Magela Lima são os atuais titulares do Observatório de Fortaleza e da Diretoria de Articulação e Integração de Políticas (Diart). Veja o organograma do Instituto

“Sou cientista social de formação, e a pesquisa científica sempre foi central na minha trajetória profissional. Ter ações pautadas em dados confiáveis é fundamental para mim. Estou muito feliz em poder contribuir com a Diretoria do Observatório da Governança Municipal e espero que seja o início de uma jornada muito produtiva e positiva, tanto pessoalmente quanto coletivamente”, afirma Izabel, que possui experiência em pesquisas sobre antirracismo, feminismo negro e branquitude. 

Segundo Magela, a Diart é um espaço central para o desenvolvimento das ações do Instituto. “É um setor, por excelência, voltado para a escuta das comunidades e a mediação dos territórios da cidade com a rede de órgãos responsável pelos mais diferentes serviços públicos. Sem dúvida, é um grande desafio coordenar esse trabalho. Ao mesmo tempo, é uma oportunidade ímpar para conhecer os instrumentos reais de enfrentamento às desigualdades”, ressalta. 

As diretorias do Sistema de Informações (Disin), de Planejamento (Dipla) e Administrativo-financeira (Diafi) seguem sem mudanças, com as gestoras Ana Cláudia Teixeira, Laura Janka e Conceição Cidrack, respectivamente. Conheça cada uma.

Conheça os perfis

Larissa Menescal (Superintendência)
Arquiteta e urbanista pela Universidade Federal do Ceará (UFC), com mestrado em Gestão Urbana (TU-Berlin) e especialização em Políticas Públicas para Cidades Inteligentes pela Universidade de São Paulo (USP). Possui experiência nacional e internacional em planejamento urbano e regional; mobilidade sustentável; dados territoriais; agendas de desenvolvimento sustentável; instrumentos urbanísticos; gênero, raça e justiça social. Também é professora de Urbanismo.

Elisângela Teixeira (Superintendência Adjunta)
Professora de Linguística da Universidade Federal do Ceará (UFC), a cientista é orientadora de mestrado e doutorado na UFC. Doutora em Linguística pela UFC, mestre em Linguagem pela PUC-Rio e em Ciências Cognitivas pela École Normale Supérieure de Paris (França), é atualmente diretora do Desigual Lab. Antes de assumir a Superintendência Adjunta do Iplanfor, esteve como diretora do Observatório de Fortaleza, onde implementou uma estratégia de dados para toda a cidade, com análises, interpretações e sugestões de políticas públicas informadas por evidências.

Izabel Accioly (Diretoria do Observatório de Governança Municipal)
Bacharel em Ciências Sociais (UFC) e mestre em Antropologia Social (UFSCar). É pesquisadora no Núcleo de Estudos em Raça e Interseccionalidades da UFC/Unilab. Junto à professora Geísa Mattos, escreveu o artigo intitulado "Tornar-se Negra, Tornar-se Branca e os Riscos do Antirracismo de Fachada no Brasil Contemporâneo," publicado na revista Latin American and Caribbean Ethnic Studies (LACES). Em 2023, foi convidada pelo governo dos Estados Unidos para participar do International Visitor Leadership Program, um programa de intercâmbio profissional com foco no tema do antirracismo. 

Magela Lima (Diretoria de Articulação e Integração de Políticas)
Jornalista formado pela Universidade Federal do Ceará, integrou equipes de diferentes veículos de comunicação no Ceará. Mestre em Teatro pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ) e doutor em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tem experiência em docência e pesquisa no ensino superior. Entre 2013 e 2017, ocupou o cargo de Secretário Municipal de Cultura da Prefeitura de Fortaleza.

Leia

também

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no Portal. Ao utilizar o Portal da Prefeitura você concorda com a política de privacidade e termos de uso. Termos de Uso Política de Privacidade Prosseguir