Liderança antiga do Pirambu, José Maria destacou a importância de a comunidade se fazer presente em instâncias como o Fórum das Zeis

Fórum Permanente das Zeis discute propostas para a revisão do Plano Diretor de Fortaleza

Conselhos gestores das Zonas Especiais de Interação Social podem colaborar com propostas até 12/04
Participação cidadã
08/04/2024 • 12h42 | Atualizado há 01mese 22dias

Mais uma reunião do Fórum Permanente das Zonas Especiais de Interesse Sociais (Zeis) Prioritárias de Fortaleza foi realizada na sexta-feira (05/04), no auditório do Museu da Indústria, no Centro. Estiveram presentes 56 membros das comunidades e de órgãos públicos municipais, além de técnicos do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor). Na ocasião, foram discutidas propostas para o Plano Diretor Participativo Sustentável (PDPS) de Fortaleza, cuja revisão está em curso. 

O evento contou com a participação do vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista; da superintendente adjunta da autarquia, Larissa Menescal; e do novo titular da Diretoria de Articulação e Integração de Políticas (Diart) do Iplanfor, Magela Lima. 

De acordo com Élcio Batista, os conselhos gestores das Zeis são um importante elemento de democratização da gestão pública, devido à participação direta da comunidade, por meio de seus representantes eleitos, na deliberação sobre as demandas desses territórios vulneráveis. Ao todo, a capital cearense possui 12 Zeis prioritárias, aquelas que receberam urgência na produção dos seus Planos Integrados de Regularização Fundiária (Pirfs), um dos passos necessários para a regulamentação das áreas. 

“É muito importante estar aqui em mais um Fórum Permanente das Zeis para tratar das contribuições das comunidades ao Plano Diretor, que está em elaboração, sobre a governança das Zeis. É mais um canal, mais uma evidência de legitimação deste processo de participação direta das pessoas que vivem ou lidam com esta temática”, destaca o vice-prefeito. 

A equipe da Diart receberá as sugestões dos conselhos gestores até a próxima sexta-feira (12/04). Em seguida, as propostas serão sistematizadas e enviadas para o grupo responsável pela atualização do PDPS. 

Conheça e ajude a construir do PDPS

"Ouvir essas sugestões é fundamental para garantir que o processo de planejamento urbano seja inclusivo e democrático, permitindo que todos os segmentos da sociedade tenham voz nas decisões que afetam suas vidas. Os moradores das Zeis têm um conhecimento profundo e íntimo das necessidades, dos desafios e dos potenciais de suas comunidades, que podem não ser evidentes para planejadores externos", afirma Magela Lima.

Além da governança, os participantes discutiram uma proposta de calendário de reuniões dos conselhos gestores das Zeis para os próximos meses de 2024.

GA
LE
RIA

Leia

também

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no Portal. Ao utilizar o Portal da Prefeitura você concorda com a política de privacidade e termos de uso. Termos de Uso Política de Privacidade Prosseguir